Adolescente manda matar o próprio pai em Manaus e é apreendida

Ouça o áudio desse artigo

 6,548 Total de visualizações

Adolescente manda matar o próprio pai em Manaus e é apreendida

 

Manaus – Uma adolescente de 16 anos foi apreendida após planejar a morte do próprio pai, o peixeiro Adinaldo Faria de Souza, de 44 anos. O caso ocorreu na madrugada de segunda-feira (22), por volta de 1h, comunidade União da Vitória, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus e ela foi apreendida naquela mesma madrugada.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), o crime foi planejado pela adolescente há pelo menos uma semana.

“A menor deixou a porta de casa aberta para que dois homens adentrassem ao local e matassem o pai dela. Os suspeitos estavam portando facas e desferiram golpes enquanto a vítima estava dormindo.

O pai da adolescente ainda conseguiu se defender e revidar as agressões contra um dos homens, identificado como Sandro Marques de Campos, de 25 anos, que foi morto no local. Já o segundo indivíduo acabou fugindo”, detalhou a autoridade policial.

O pai da adolescente chamou ajuda, foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, localizado no bairro Adrianópolis, Zona Centro-sul da capital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Motivação

Ainda conforme a delegada Elizabeth de Paula, já havia de um desgaste por parte da adolescente para com o pai em sua relação familiar. “A menina confirmou ter planejado o ato contra o pai. Contou que ele sempre foi bastante agressivo com ela, e que suas irmãs e sua mãe eram, frequentemente, agredidas pelo mesmo. E para tentar protegê-las, a adolescente teria feito o acordo com os dois homens”, revelou a autoridade policial.

Procedimentos

A adolescente de 16 anos vai responder por ato infracional análogo ao crime de homicídio e foi encaminhada à Unidade de Internação Provisória (UIP), localizada na Avenida Desembargador João Machado, bairro Alvorada, zona centro-oeste, onde aguardará decisão da Justiça.

DEIXE SEU COMENTÁRIO