Ouça o áudio desse artigo

 17,449 Total de visualizações

 

Vídeos com uma das vencedoras do programa estão sendo divulgados.

Rio – O “Big Brother – A Revolução”, exibido pela portuguesa TVI, voltou a dar o que falar nas redes sociais. O programa ficou no ar de setembro a dezembro de 2020 e tem gerado manchetes por conta de um escândalo de captação de áudio e imagens de cenas de sexo.

Especula-se que alguém da produção gravou as relações sexuais entre os participantes André, de 31 anos, e Zena, de 21, que foi a vencedora da edição. Nas imagens, eles aparecem completamente nus e sem a preocupação de se esconderem das câmeras.

A produtora, dona do formato “Big Brother”, se pronunciou. “Tal situação merece o nosso total repúdio, sendo firme decisão da Endemol a realização de um processo exaustivo de averiguações, com o objetivo de identificar quem procedeu à gravação das referidas imagens bem como à sua difusão”, disse em nota à imprensa.
Ana Garcia Martins, uma das comentaristas do “Big Brother” português, criticou o casal. “Sabem que não se pode confiar em ninguém. Havia uma probabilidade de as imagens vazarem e de começarem a andar aí por todo o lado”, disse.
No Twitter, alguns fãs fizeram uma campanha para desestimular o compartilhamento das imagens. Durante o programa, outros participantes reclamaram dos ruídos produzidos por André e Zena.
O Portal Manaus 24h teve acesso aos dois vídeos, mas opta por não divulgar por serem demasiadamente explícitos (maiores de 18), mas reproduzimos aqui duas imagens devidamente protegidas.
Cenas de sexo explícitas do 'Big Brother' são vazadas em app de mensagens
DEIXE SEU COMENTÁRIO