Escondo 1 milhão de latas de leite condensado no Alvorada, ironiza Bolsonaro

Ouça o áudio desse artigo

 35,207 Total de visualizações

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (27/1), em tom irônico, que esconde um milhão de latas de leite condensado no Palácio da Alvorada.

A declaração foi feita a apoiadores e faz referência à reportagem sobre as compras de produtos alimentícios efetuadas em 2020 por todos os órgãos do Executivo (leia mais abaixo), publicada pelo Metrópoles no último domingo (24/1).
No ano passado, o governo federal gastou R$ 15 milhões em leite condensado – dessa quantia, R$ 14,2 milhões foram destinados ao Ministério da Defesa e R$ 1 milhão, para a pasta da Justiça.
Aos simpatizantes, Bolsonaro disse que pretende fazer uma videoconferência com o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, nesta quinta-feira (28/1), para explicar os gastos com leite condensado e chicletes.
“Fui chamado até de corrupto por causa disso. Eu tenho escondido aqui um milhão de latas de leite condensado aqui no Alvorada [risos]. Agora, uma sucessão de erros, de equívocos, levou a isso”, disse o presidente.
“Agora, a alimentação é comprada pelo governo – e não pelo presidente da República – para alimentar 370 mil homens do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, tá? Gente do Ministério da Educação – que não são poucos –; hospitais universitários; gente lá no Ministério da Cidadania. É uma infinidade. São centenas de milhares de pessoas que a gente alimenta. Não é pra mim, não. Mesmo que eu tome aí 500 mil latas de leite condensado por hora, não daria o recado aí”, declarou Bolsonaro.
Fonte: Metrópoles
DEIXE SEU COMENTÁRIO