Ouça o áudio desse artigo

 34,822 Total de visualizações

Em 2020, a empresa alterou as regras de uso de sua nuvem e incluiu diretrizes que dão poder para a companhia deletar materiais em certos casos

A Google começou a notificar usuários do Gmail,  Google Fotos e Drive indicando que pode apagar arquivos de quem está acima do limite de armazenamento gratuito. Em 2020, a empresa alterou as regras de uso de sua nuvem e incluiu diretrizes que dão poder para a companhia deletar materiais em certos casos.

O e-mail enviado para os usuários destaque que, a partir do dia 1° de junho de 2021, quem ultrapassar o armazenamento gratuito por dois anos pode ter dados excluídos. O mesmo também vale para contas que ficarem inativas durante mais de 24 meses.

E-mail enviado pela Google

A empresa já havia avisado sobre a mudança de diretrizes em um comunicado, mas agora está sendo mais incisiva e enviando e-mails para os usuários. A companhia também ressalta que vai enviar diversos alertas para os clientes antes de realizar qualquer exclusão de arquivos.

Fim do backup gratuito no Google Fotos

A exclusão de arquivos em contas que excedem o limite de armazenamento não é a única mudança que começa a valer em 1° de junho de 2021. A partir da data, o Google Fotos também perderá a função de backup gratuito.

Os usuários podem salvar fotos e vídeos sem preocupação com armazenamento até o fim de maio do ano que vem. A partir de junho, porém, todo conteúdo enviado à nuvem do Google Fotos vai contar nos 15 GB gratuitos utilizados pelo Gmail e Drive atualmente.

Você pode conferir quanto espaço livre possui na nuvem da Google seguindo esse tutorial, que também inclui detalhes de como aumentar o espaço de armazenamento na conta.

Com informações do Tec Mundo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO