Ouça o áudio desse artigo

 145,140 Total de visualizações

 

Cartão só poderá ser utilizado para a compra de alimentos, em estabelecimentos que já foram pré-cadastrados pelo Governo do Estado | Foto: Herick Pereira / Secom

O valor do beneficio será de R$600, parcelado em três vezes, e poderá ser utilizado em um cartão que será distribuído pelo governo, por meio de entrega em domicílio; veja o pronunciamento.

Manaus – O governador Wilson Lima anunciou na manhã desta quinta-feira (28), a criação de um auxilio estadual que vai contemplar cerca de 100 mil famílias em todo o Amazonas. O valor do benefício será de R$600, parcelado em três vezes de R$ 200, e poderá ser utilizado em um cartão que será distribuído pelo governo, por meio de entrega em domicílio, a partir da próxima segunda-feira (1º/2), em Manaus, e em seguida, no interior.

Segundo Lima, o cartão só poderá ser utilizado para a compra de alimentos, em estabelecimentos que já foram pré-cadastrados pelo Governo do Estado.

“Para saber se tem direito ao benefício, o cidadão deverá entrar no site auxilio.am.gov.br, que estará disponível a partir da próxima segunda-feira, e informar o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e a data de nascimento”, explicou o governador.

Ainda de acordo com Wilson Lima, os beneficiários também poderão consultar, no mesmo site, os estabelecimentos comerciais que aceitarão o pagamento com o cartão do auxílio estadual.

Para selecionar as famílias que receberão a ajuda, o Governo do Estado utilizou os dados do Cadastro Único e do Bolsa Família, da administração federal.

Conforme Wilson Lima, no caso de Manaus, o cartão será entregue via delivery na casa dos beneficiados a partir de segunda-feira (1º). “Não será preciso ir no CRAS, nem em Centros de Convicências ou agências bancárias. Nós temos uma equipe de mais de 30 profissionais que levarão o seu cartão na porta da sua casa”, explicou. Apesar de não terem sido divulgadas datas para a entrega do cartão nos municípios do interior, Wilson Lima destacou que “já há um organograma pronto para a entrega nessas cidades”.

A ideia do cartão, segundo o governador, é para ser utilizado na compra de alimentos, produtos de higiene pessoal e de limpeza. O Governo do Amazonas disponibilizou o site: auxílio.am.gov.br para que as famílias amazonenses verifique se foram selecionadas no programa, ao colocarem o seu número do CPF na caixa de buscas disponibilizada no site. O endereço virtual também lista os locais autorizados para realizar as comprar com o benefício do cartão. O site, no entanto, deverá ficar ‘online’ somente na segunda-feira.

Ao receber o cartão que dá direito ao benefício, será preciso que o cidadão assine um documento confirmando que se encaixa nos critérios do programa, entre eles estar incluido na base de dados do Cadastro Único do Governo Federal até o mês de novembro de 2020, que foi o utilizado como base para os participantes do programa.

Outros critérios incluem famílias em extrema pobreza, cujo responsável famíliar tenha acima de 18 anos; famílias com quatro membros ou mais no seu núcleo familiar e que estão ativas no cadastro do Bolsa Família.

Wilson Lima destacou que, caso alguém receber o cartão de forma indevida, poderá estar cometendo uma violação passível de crime. “Se você receber o cartão sem estar cumprindo os critérios de participação no benefício, irá passar por uma rigorosa apuração. O cartão é destinado aos que realmente precisam, que são os vulneráveis, mais afetados pela pandemia.

Veja o pronunciamento do governador




 

DEIXE SEU COMENTÁRIO