MC Lan é acusado de estupro e grava vídeo contando sua versão; veja o vídeo

Ouça o áudio desse artigo

 145,302 Total de visualizações

De acordo com a assessoria da vítima, a cantora teria procurado Lan para pedir um emprego e foi abusada sexualmente.

 

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, ele não foi preso, mas sim que se apresentou espontaneamente na delegacia
Segundo a assessoria de imprensa do cantor, ele não foi preso, mas sim que se apresentou espontaneamente na delegacia | Foto: Reprodução
A cantora e modelo Jhacy França, que acusa MC Lan de estupro , relatou recentemente o que teria acontecido na noite em que ela foi até à residência do funkeiro.

Segundo Jhacy, ela foi à casa do artista conversar sobre uma oportunidade de emprego. “Eu precisava de um trabalho e ele disse que iria me ajudar. Ele chamou um uber e eu fui até a casa dele”, disse ela.Na residência, ela conta que o cantor teria lhe oferecido maconha e recusou.

A modelo então teria aceitado uma bebida com álcool. Em um certo momento, Jhacy conta que se afastou do copo para ir ao banheiro e, na volta, quando ingeriu a bebida novamente começou a passar mal.  “Parecia que eu ia ter um infarto. Eu estava meio desorientada, e ele se aproveitou da situação. Houve, então, o ato sexual. Ele não usou preservativo. Eu falei: ‘Não faz isso.

Meu intuito não era ficar com você. Para, não faz isso. Para, para’. Eu comecei a gritar, e ele se irritou… aí chamou um uber para me levar para casa”, disse a contora.Questionada se Lan a agredia ou falava algo durante o ato, França foi sucinta. “Ele não falava nada, ele continuava. Ele estava louco, bem louco. Ele parou porque eu comecei a chorar. Não desejo para ninguém o estado que eu fiquei”.

Jhacy França registrou um boletim de ocorrência no domingo (07), no 49º DP, na zona leste de São Paulo. A modelo alega que fez exames de corpo de delito para provar a violência sexual e diz que tomou pílula do dia seguinte, visto que a relação não teve preservativo.

O funkeiro MC Lan compareceu à 49ª DP, no bairro de Jardim Três Marias, em São Paulo após ter sido acusado de estupro na tarde deste domingo (7). A vítima seria uma artista também do funk, que está no Hospital Planalto, em Itaquera, realizando exames para saber se houve o crime. Ele gravou um vídeo explicando sua versão.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, ele não foi preso, mas sim que se apresentou espontaneamente na delegacia. A assessoria de imprensa de MC Lan enviou a seguinte nota:

“Caio Alexandre Cruz, conhecido artisticamente como MC Lan, através do seu advogado Dr. José Estevam Lima, vem a público informar que o artista compareceu espontaneamente na 49ª Delegacia do bairro de São Mateus em São Paulo, na manhã deste domingo (7/3), e está à disposição das autoridades para esclarecer os fatos como realmente aconteceram e que está perplexo com as acusações. Afirma ainda que não cometeu qualquer crime, seja ele de qualquer natureza e que sempre estará à disposição das autoridades para esclarecer a verdade”.

De acordo com a assessoria da vítima, a cantora teria procurado Lan para pedir um emprego. Ainda de acordo com o texto, a artista deixou claro que não queri ter relações sexuais com ele. Ela conta que foi ao banheiro, voltou e recebeu uma bebida do cantor.

Ela afirma que “sentiu-se mal e foi sexualmente abusada por MC Lan. Segundo ela, o cantor colocou alguma substância tóxica na bebida”.

O cantor gravou um vídeo explicando sua versão e como foi a apresentação na delegacia de São Paulo.

Veja o vídeo:





 

DEIXE SEU COMENTÁRIO