Ouça o áudio desse artigo

 13,162 Total de visualizações

Governador vai assinar medida que muda horário de funcionamento do comércio e permite que cidadãos saiam de casa apenas “em casos extremos”.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou neste sábado (23/1) que vai publicar um decreto, que passa a valar na segunda-feira (25), com medidas mais severas para conter a disseminação da Covid-19 no estado.A medida é uma resposta à Procuradoria-geral da República (PGR), que havia recomendado iniciativas mais rígidas para o combate ao coronavírus.

Medidas de restrição – De 25 a 31 de janeiro

O que pode funcionar

• Supermercados varejistas e atacadistas de pequeno, médio e grande porte e padarias – das 6h às 19h, com venda restrita a produtos de higiene, limpeza e alimentação

• Drogarias e farmácias – 24 horas, com venda restrita a produtos de higiene, medicamentos e outros produtos farmacêuticos

• Mercados e feiras – das 4h às 8h

• Delivery de serviços de alimentação – das 6h às 22h

• Indústria – em turno de 12 horas (exceção para alimentos e produtos farmacêuticos e hospitalares)

• Transporte de cargas – apenas de produtos essenciais, como alimentação, combustíveis e produtos da área da saúde e segurança

• Postos de combustíveis

Atividades suspensas

• Atividades não essenciais, incluindo lojas de conveniência de postos de combustíveis

• Delivery e drive-thru de comércio e serviços não essenciais

Circulação de pessoas

• Permitido deslocamento de uma pessoa do núcleo familiar para estabelecimentos do grupo de serviços essenciais

• Permitida a circulação de trabalhadores de estabelecimentos considerados essenciais

• Permitida circulação de pessoas para acesso a serviços de saúde de clínicas e laboratórios

• Permitido o deslocamento de agentes públicos que trabalham na área de saúde ou em ações de enfrentamento, e de profissionais de imprensa

DEIXE SEU COMENTÁRIO