Ouça o áudio desse artigo

 6,291 Total de visualizações

Imagens mostram o momento em que a profissional de saúde coloca a agulha no braço da idosa, mas não injeta o líquido, em Maceió
VEJA O VÍDEO: 



O que parecia ser um “marco histórico” para a família de uma idosa de 97 anos, moradora de Maceió (AL), se tornou motivo de imensa indignação.
A avó da advogada Andréa Lira Maranhão foi levada para tomar a vacina de Covid-19 nesta quinta-feira (28/1), após mais de 10 meses em isolamento. Mas, em pouco tempo, a comemoração pela imunização deu lugar ao sentimento de revolta. Isso porque a profissional de saúde responsável pela aplicação do imunizante apenas colocou a agulha no braço da paciente, mas não injetou o líquido.
A servidora foi afastada do cargo pela prefeitura da capital alagoana.
Segundo Andréa, a avó sempre teve uma vida muito ativa, mas, por causa da pandemia, teve que ficar em casa, seguindo as medidas sanitárias implementadas contra o novo coronavírus.
Animados com a liberação do início da vacinação do grupo prioritário em Maceió – pessoas acima dos 85 anos –, nesta quinta, os familiares decidiram levar a idosa para ser imunizada.
Logo após a repercussão do caso, a senhora foi chamada para tomar a vacina, Veja o vídeo abaixo:



Fonte: GUSTAVO MORENO/ METRÓPOLES
DEIXE SEU COMENTÁRIO