Ouça o áudio desse artigo

 56,268 Total de visualizações

Em meio à pandemia do novo coronavírus, um homem se recusou a usar a máscara de proteção facial durante um voo entre Salvador e o Distrito Federal, na manhã deste sábado (6/2). A situação provocou confusão entre os passageiros. O uso de máscara é obrigatório.

Imagens registradas por diversas pessoas dentro da aeronave mostram os comissários de bordo, tentando convencê-lo a usar o acessório. Ele se recusa a colocar a proteção e começa um bate-boca com outros passageiros, que o agridem verbalmente.

Segundo um empresário baiano que preferiu não se identificar, em pleno voo, o homem retirou a máscara e se recusou a usá-la diante dos comissários.

“Foram várias tentativas de conversa com ele, por parte dos comissários e passageiros, porém ele estava irredutível”, comentou.

Ainda segundo o empresário, o avião precisou retornar para a cidade de origem e a Polícia Federal (PF) precisou ser chamada para retirá-lo da aeronave.

“Quando o comandante avisou que o avião iria voltar para Salvador novamente, foi quando se intensificou as agressões verbais. Todo mundo revoltado, tinha uma passageira em estado terminal de câncer, outra com pânico de avião”, disse o homem.

A companhia aérea Gol informou que o voo G3 1865 (Salvador – Brasília) precisou retornar ao Aeroporto de Salvador, logo após a decolagem, por um passageiro se recusar a usar máscara durante o voo.

A empresa ressalta que, após o desembarque do passageiro, o restante dos clientes seguiram viagem normalmente, com previsão de pouso às 13h no Aeroporto de Brasília.

“A Gol reforça que o uso de máscaras é uma questão de segurança coletiva e que foi a primeira companhia a adotar a prática para todos os clientes nos voos em operação, sendo o uso de máscaras obrigatório para todos, com raras excessões.”

VEJA O VÍDEO: 





 

Metrópoles*

DEIXE SEU COMENTÁRIO