Vídeo: Policial atira no pé de homem que tentou matá-lo com faca; Veja o vídeo

830

Um vídeo gravado na Rua Diamantina, na Vila Maria, zona norte da cidade de São Paulo, registra a ação de um PM diante de um homem com faca na mão. Em surto, a pessoa corre na direção do PM, que dá um único tiro na direção do pé e o imobiliza.

equipe de reportagem questionou a Secretaria da Segurança Pública, comandada pelo general João Camilo Pires de Campos neste governo de João Doria (PSDB), a data da ocorrência, mas não obteve resposta.

É possível afirmar que a ação é recente pois a câmera que capta as imagens ficam no peito e fazem parte dos equipamentos adquiridos pelo governo do Estado em agosto deste ano – o uso está em estudo desde 2017, conforme revelou a Ponte.

Toda a ocorrência é registrada pelo aparelho, desde a chegada dos policiais na viatura, seu desembarque, a busca por informações com as pessoas que os acionaram e a ação em si.

Os PMs conversam com um homem antes de o rapaz com a faca aparecer. Esta pessoa explica que ele está incontrolável e havia se trancado no quarto com a arma branca.

O policial avisa os detalhes da ocorrência ao Copom (Centro de Operações da Polícia Militar). Em seguida, o jovem surge. “Sai da minha casa”, grita, antes de correr na direção aos PMs.

É possível ver nas imagens que o policial puxa sua arma e avisa: “Sai fora, sai fora que você vai tomar”. São 12 alertas sequenciais para que ele pare ou largue a arma.

Durante a ação, o homem correu na direção dos dois PMs e não parou. É possível ouvir quem acompanha a cena gritar que a pessoa “tem problema”.

Por duas vezes, o rapaz com a faca na mão se aproxima do policial que registra a cena. Ele avança como se fosse atacar. Depois de novos avisos de parada, o PM atira em sua perna e o imobiliza.

“Um indivíduo correndo com uma faca na direção dos policiais é bastante perigoso, pode gerar danos bastante complexos. É difícil criticar a ação do policial”, avalia o especialista.

Segundo Alcadipani, o PM poderia ter dado no máximo dois tiros, conforme determina o Método Giraldi – série de regras da PM para uso da arma em abordagens. “O PM tentou ter um bom senso para lidar com a situação”, diz.

O professor considera esta ocorrência como “situação típica” para o uso de armas de choque. No entanto, o equipamento não está disponível para todos os policiais em ações de rua.

“Nessa abordagem, os policiais, se tivesse uma arma de choque, poderiam ter resolvido de uma forma mais tranquila, sem arma de fogo”, pontua. “A utilização da arma de fogo foi dada a circunstância”.

VEJA O VÍDEO:

COMENTÁRIOS